Adriana, minha amada amiga…

março 11, 2008

Adriana, minha amada amiga,

Anda calada nos últimos dias,

Algo além da imaginação,

Aconteceu com o seu coração.

Coitada da minha amiga,

Que no coração está com uma grande ferida,

Voltando de sua casa uma garota desanimada

Não consegue mais fazer nada.

Coitada de minha amada!

Querida e adorada…

O mundo daria a ela,

mas o único jeito é dar meu amor.

Que a única coisa que não dá dor,

Este poema foi feito com o meu amor.

(Lincoln Altair e Rodrigo Martini)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: